Saiba como perder peso. Abordamos o tema das dietas e dos exercícios físicos como forma de perder peso tendo por base o consumo de calorias para emagrecer. Dicas sobre a melhor forma de emagrecer, compilando informação relevante. Queimar calorias de modo sustentado, através de actividade física.


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

10 hábitos para perder peso eficazmente


Perder peso de modo eficaz requer alterações ao estilo de vida, nomeadamente no que toca à dieta alimentar e à quantidade de exercício físico praticado e, embora isso possa parecer difícil de conseguir de um dia para o outro, estudos recentes têm apresentado pequenos hábitos que podemos facilmente adoptar para eliminar os quilos indesejados. Algumas destas ideias são recorrentes (mas nunca é demais relembrar!), outras são surpreendentes – todas vão ajudar a baixar o ponteiro da balança e a perder peso eficazmente.

1. Água, sempre!
Os nutricionistas não cansam de alertar para a importância da água no que toca a combater o peso excessivo. Porquê? Porque funciona! Com zero calorias, basta adquirir o hábito de trocar qualquer refrigerante ou sumo por água para começar a ver os resultados. Num estudo que envolveu 240 mulheres com excesso de peso, aquelas que optaram por água em vez de outro tipo de bebida perderam, em média, mais 2 kg do que aquelas que não fizeram a substituição. A verdade é que os números não enganam: 1 copo de sumo tem 154 calorias, 1 lata de Coca-Cola tem 146 calorias, 1 copo de água tem 0 calorias.
2. Começar o dia com ovos
Os investigadores da Universidade do Louisiana recomendam que os bagels ou o pão que é normalmente ingerido ao pequeno-almoço seja substituído por 2 ovos. A ideia é simples: quem comer 2 ovos perde, em média, 65% mais peso do que quem ingerir bagels ou pão com a mesma quantidade de calorias que os ovos. Qual a diferença? Quem começou o dia com ovos sentiu-se com menos fome, acabando por comer menos durante o resto do dia.
3. Comer com tempo
Um estudo da Universidade de Rhode Island mostrou que um grupo de mulheres que comia muito depressa (devoraram um almoço de massa em 9 minutos) acabou por ingerir 646 calorias. O outro grupo de mulheres, que comeu mais devagar (demoraram cerca de 30 minutos a saborear o almoço), ingeriu menos 70 calorias. Para além de comer menos, este grupo sentiu-se mais saciado, durante mais tempo, no período pós-almoço.
4. Música magra
A universidade britânica Brunel chegou a uma conclusão interessante quando estudou a relação entre música e emagrecimento: com boa música, as pessoas que integraram o estudo praticavam exercício físico durante mais tempo, ou seja, o segredo é escolher temas que o põem literalmente a mexer! Mas atenção, à hora das refeições, desligue a música – caso contrário, a tendência é para comer mais.
5. Comer em casa
Sabia que as refeições que fazemos fora de casa têm cerca de 60% mais calorias do que aquelas que prepararmos nas nossas próprias cozinhas? Este estudo vem apenas reforçar a ideia de que devemos evitar, ao máximo, comer fora – a bem da nossa silhueta. Caso contrário, é importante aprender a comer fora de forma saudável.
6. Menos exercício, mais em forma
Um estudo recente da universidade canadiana de Hamilton explica que 30 minutos de ciclismo em sprint (pedalar rapidamente durante 30 segundos e depois mais devagar durante 4 minutos) é mais eficaz do que 90 minutos a andar de bicicleta em ritmo normal. O segredo está nos sprintsde 30 segundos que podem ser aplicados a várias outras modalidades – caminharcorrer, nadar…
7. Peso pós-parto
As recém-mamãs têm, muitas vezes, grande dificuldade em livrar-se dos quilos que acumularam durante a gravidez e um dos motivos prende-se com a quantidade de tempo que passam em casa depois do parto. Os investigadores da Escola de Medicina de Harvard têm uma solução: desligar a televisão e sair de casa! Num estudo que contou com 902 novas mães, registou-se que, para cada hora de televisão vista por dia, a probabilidade de manter o peso extra aumentava 24%; no caso das mulheres que caminhavam diariamente durante uma hora, esse valor baixava 34%.
8. Emagrecer a rir
Que rir é sempre o melhor remédio já nós sabemos, o que não sabíamos é que por cada 10 ou 15 minutos passados às gargalhadas, o corpo queima cerca de 40 calorias. Quem o diz são os estudiosos da Universidade Vanderbilt no Texas. 
9. Personal trainer de quatro patas
Investigadores da Universidade de Victoria, em British Columbia, no Canadá, asseguram que um dos melhores personal trainers que podemos ter é um cão. Para além de praticarem mais exercício físico do que aquelas pessoas que não têm um animal de estimação, quem tem um cão é geralmente mais ativo e tem menos tendência para engordar.
10. Mais sono, menos peso
Dormir mais ajuda a perder peso, quem o diz são os mais recentes dados apresentados pela Universidade de Michigan – basta dormir mais uma hora por dia para perder cerca de 6 quilos num ano. Para além disso, quem dorme mais 60 minutos por noite, come menos 6% ao longo do dia seguinte. Um estudo da Escola de Medicina de Harvard que seguiu cerca de 68,000 mulheres chegou à conclusão que aquelas que dormiam 5 ou menos horas por noite tinham uma maior probabilidade (32%) de ganhar mais de 13 quilos nos 16 anos seguintes, do que aquelas que dormiam pelo menos 7 horas por noite.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL