Saiba como perder peso. Abordamos o tema das dietas e dos exercícios físicos como forma de perder peso tendo por base o consumo de calorias para emagrecer. Dicas sobre a melhor forma de emagrecer, compilando informação relevante. Queimar calorias de modo sustentado, através de actividade física.


quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Mitos e verdades acerca de perder peso

Esta época do ano é sempre tomada por novidades do sector das dietas. Com a proximidade do verão, as mulheres começam a investir nos fantásticos regimes que prometem perder alguns quilinhos em um passe de mágica. Lembra-se da moda da dieta da Lua? E a da proteína? Modismos para emagrecer são constantes e, cada vez que surge uma novidade, as mulheres parecem ter encontrado o Santo Graal do emagrecimento.

O consumo de certos alimentos, como o abacaxi, limão e chás também aparece nesse rol de indicações populares para se perder peso. É difícil encontrar uma mulher que queira emagrecer e que nunca tenha experimentado alguma dessas dietas ou até mesmo todas elas. Mas, em muitos casos, não há sucesso e as mulheres não conseguem atingir seu peso ideal. 

Sem truques

Uma das justificativas para isso é que não existem muitos milagres na hora de enxugar a barriga. A prática de exercícios físicos e a alimentação balanceada são os dois pilares que sustentam a perda e a manutenção do peso. Outra explicação é que a maioria dessas dietas milagrosas não passam de mitos e acabam prejudicando a sua saúde.

Assim, para separar o joio do trigo, nesse caso, as mentiras e as verdades para emagrecer, o Guia da Semana recrutou suas leitoras e selecionou algumas dúvidas que elas tinham sobre o tema.  A nutricionista Lara Natacci Cunha, especializada na área de dietoterapia, respondeu algumas perguntas das internautas e desvendou os mitos e as verdades do emagrecimento.

Dúvidas frequentes

É preciso, realmente, comer de três em três horas para conseguir emagrecer?

Verdade. Mas, o principal problema é o jejum prolongado. Ficar muito tempo sem comer - mais de quatro horas - faz com que o organismo diminua o gasto de energia e desacelere o metabolismo, tornando mais difícil a perda de peso. Isso também pode gerar um descontrole na próxima refeição, em função da fome aumentada. Além disso, estudos indicam que ficar mais de quatro horas sem se alimentar pode gerar o aumento de nível do cortisol, o hormônio do stress, e aumentar a ansiedade e, consequentemente, elevar a quantidade de alimentos consumidos por pessoas que comem por compulsão e stress.

Fazer as refeições e, ao mesmo tempo, consumir líquidos faz engordar mais?

Verdade. O líquido ingerido junto com a refeição pode causar a falsa sensação de plenitude e dilatar o estômago. Além disso, esse hábito também pode dificultar bastante a digestão, dependendo do tipo de líquido que se consome.

Comer salada de nabo japonês cru, temperada com limão e sal ou com pasta de soja, nas principais refeições faz perder alguns quilos?

Mito. Não existe nenhuma comprovação científica neste sentido.

Estou tomando ração humana, batida com leite desnatado e frutas, todas as noites e estou emagrecendo. É preciso parar de tomar por um tempo para potencializar o efeito?

Mito. Se forem usados os ingredientes adequados e de qualidade, a ração humana funciona como um complexo de fibras e farelos nutritivos. O consumo pode ser diário e não há necessidade de interromper a ingestão, excepto quando existe alguma advertência médica que restringe o consumo de fibras ou de algum componente da mistura.

Tomar chá verde de cinco a dez minutos antes das principais refeições ajuda a eliminar alguns quilos?

Verdade. Para que o chá verde exerça seu efeito termogênico - de aumento de gasto de energia - é necessário tomar pelo menos de cinco a seis xícaras, por dia, do chá forte, preparado com a erva. O horário de consumo pode ser aleatório, mas a ingestão do líquido deve ser feita com moderação por pessoas hipertensas.

Ingerir uma xícara de café de suco de limão puro todos os dias faz emagrecer?

Mito. Não há comprovação científica em relação à eficácia do uso do limão para o emagrecimento.

Saiba mais

Outra especialista, que auxiliou as leitoras do Guia da Semana na tarefa de descobrirem se as dietas populares para emagrecer são eficazes, foi a nutricionista do Hospital Badim, do Rio de Janeiro, Lúcia Reis.

Deixar de comer carboidrato depois das 18 horas realmente emagrece? Pois, tenho um amigo que está fazendo o Regime da Mandioca, mas mandioca é carboidrato e ele está emagrecendo.

Mito. O funcionamento do metabolismo diminui depois das 18 horas, assim é recomendado reduzir a quantidade geral da ingesta de alimentos. Não é proibido o consumo de carboidratos à noite, mas deve-se ter um equilíbrio total na dieta. Não adianta deixar de comer esse alimento depois das 18 horas e exagerar no café da manhã e no almoço. 




O consumo da quitosana - um tipo de fibra animal - realmente emagrece?
Verdade. A quitosana ajuda a aumentar um pouco o conteúdo do estômago, oferecendo a sensação de saciedade mais rápido, diminuindo a vontade de comer e, assim, contribuindo na perda de peso.

Tomar, em jejum, água com berinjela e limão é bom para emagrecer e controlar o colesterol?

Mito. O consumo apenas da berinjela, em qualquer horário do dia, atua na absorção de glicose do organismo, auxiliando no controle do colesterol. Mas, é preciso que exista um equilíbrio na dieta para emagrecer e que o foco não seja apenas um alimento ou uma mistura para conseguir perder peso. 

Consumir uma colher de sopa feijão branco desidratado e triturado todos os dias auxilia na perda de peso?

Mito. A informação não tem fundamento, pois o feijão é um tipo de carboidrato e não possui essa função.

Tomar uma colher de sopa de vinagre de maçã antes das principais refeições ajuda a eliminar gorduras localizadas?

Mito. Não existe nenhuma comprovação científica sobre isso e gordura localizada perde-se apenas com uma dieta balanceada aliada à atividade física.

Fonte
 

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL